quinta-feira, 4 de março de 2010

Como Se Pára Esta Violência?

Sendo que na minha escola só há crianças de uma faixa etária entre os 5 e os 11 anos não seria de esperar que as questões de bulling, hoje em dia tão faladas, fosse um problema que nos incomodasse.
No entanto, hoje, hoje mesmo, no dia em que uma criança se atirou ao rio "porque não queria mais apanhar", tive que reunir com três meninas, pois uma delas era agredida no caminho para casa! Havia ainda a história de um rapaz, parece que desconhecido, que ajudava na ameaça.
Uma história mal contada, com cuspidelas pelo meio e insultos que faziam corar qualquer adulto, há uns anos atrás.
Depois disso, tive de resolver a questão de uns cinco "marmanjos" que supostamente entraram numa sala de aula que não era a deles e, em questão de segundos, atiraram tudo para o chão!
Passei então para um frente a frente com uma outra jovem de 10 anos, sim 10 anos, que pelos vistos consegue ter atitudes e conversas tão indecorosas que fez corar um seu professor!
Numa hora de intervalo, ao entrar na sala, uma professora dá de caras com dois meninos a pontapear um colega caído no chão, por causa de uma bola que por sinal até era do que estava apanhar...
Por fim , às 5horas, uma mãe pediu para falar comigo dizendo que tinha sido a gota de água quando ontem, à saída foi acudir o seu filho que estava também a ser agredido ao pontapé, por um ganapo de meio metro. Ao fugir a correr ainda lhe disse que bateu no filho por causa da bola.
Para além disso, é useiro e vezeiro nas ameaças a este e outros colegas, com frases, que por uma questão de ética, nem vou aqui reproduzir.

Estatuto do Aluno?
Serviços de Psicologia e Orientação?
Intervenção de Mediadores Sociais?
Comissão de Protecção de Crianças e Jovens?
Tribunal de Menores?
Instituições de Acolhimento de Crianças e Jovens em Risco?
Lei de Protecção de Crianças e Jovens em Perigo?
Etc, etc, etc...
Professores e Educadores confrontados com estas situações, de mãos e pés atados, quando o que era mesmo preciso... no coments!



3 comentários:

Anabela Magalhães disse...

Tenho muita sorte, Tiza, porque oe meus alunos são, no geral, pessoas bem decentes, calmas e pacatas.
Espero que se mantenham assim.
Quanto aos teus... parece que estais no farwest...

blackhill disse...

Eu vejo as praxes diárias na Univ. e percebo de onde vêm... mas podem os educadores-responsáveis assobiar para o lado?
Não se pode e não se deve!

Reverendo Bonifácio disse...

Não se pode e não se deve... Plenamente de acordo. Então que se faz? Sim, porque eu reconheço que não tenho nem ideia! Conversa psi ou pseudo psi, desculpem mas na maioria dos casos não resulta, e não me digam o contrário a menos que estejais num mundo diferente daquele em que habito. Falar com os encaregados de educação? Muitos pensam que nós mentimos e que os anjinhos que têm em casa são incapazes de feitos tão abomináveis. Penso que deviamos seguir o exemplo de nuestros hermanos...