quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Cantinho de Segredos

Diálogo verídico entre uma professora titular (vai aceder ao 10º escalão, porque entregou objectivos) e um professor contratado (nunca vai aceder ao 10º escalão e provavelmente nunca terá o prazer da titularidade):
Ela: - Vou comprar Internet mas vou dizer que quero que venha com Google!
Ele: - Também vou comprar um carro mas quero que venha com rodas!
Tiremos as devidas conclusões, não sem antes sorrir...muito!

domingo, 22 de fevereiro de 2009

Carnavais


E é por isto que, desde sempre, eu não gosto de Carnavais:
- Por causa dos palhaços que, a troco de um sorriso amarelo, obrigam os outros a compactuar com as suas palhaçadas;
- Por causa das aranhas que urdem as suas teias e nelas acabam por devorar os outros;
- Por causa das bruxas que aproveitam por lançar mau olhado a quem não aceita voar na sua vassoura;
- Por causa dos lobos maus que continuam a querer comer o cesto de bolinhos dos outros;
- Também por causa dos capuchinhos vermelhos, que nunca me convenceram;
- Por causa dos pinóquios que tanto mentem que até se esquecem da verdade;
- Também por causa das brancas de neve que têm um príncipe algures mas continuam a dizer "Mente Pinóquio, mente!"
- Por causa dos que se mascaram de outras personagens infantis, mas continuam a ter uma mente velha e imoral, tudo em nome da moral e bons costumes;
_...
-...
e poderia continuar por aqui abaixo.
Não gosto, não gosto, por vezes tenho de comer, outras deixo na beirinha do prato!

Cenas

- Professora, estás mascarada de quê?
- De egípcia...
- E isso é o quê...?
- ... (gesto)...
- Ah! Já sei... aquelas pessoas que nasceram com os braços e os pés de lado...
-... (LOL)...

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Volto já

Até tenho uma coisas giras em mente (e na Moleskine) que quero pôr aqui, umas ferroadas para alguns que bem precisam delas, mas ...
há dias assim, tempos assim, coisas assimmm....
Entretanto, fui comprar um carrego de flores para alegrar o meu jardim e também a minha alma.
Ja pus metade, amanhã o resto. O ânimo voltará...

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

"Sócrates e o meu Avô" e Também o Abrunhosa

Hoje não ia postar nada, mas de repente surge este artigo que me passou pelas mãos e foi um daqueles raios de luz que nos levantam a moral.
É só clicar neste site do Pedro Abrunhosa.
http://www.abrunhosa.oninet.pt/destaque.asp?d=152

Eu até sempre gostei dele, mas agora gosto mais!

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Revés

Todos os dias se repete o ritual de nascimento, vezes sem conta.
Todos os dias nos esquecemos de agradecer pela dádiva da vida.
Todos os dias vivemos uma correria, sem dar valor apenas ao que temos de bom.
Todos os dias esquecemos que somos apenas mortais e o tempo é infinitesimamente curto.
Não sabemos quão afortunados somos até que nos possamos comparar com quem a adversidade alcançou.
Hoje foi um dia cruel.
Hoje foi um dia em que a palavra Ictiose congénita chegou perto de nós, entrou de rompante na vida de alguns.
Hoje foi um dia mau.

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Começar de Novo

Acabei de ver os telejornais e comentei que ainda há pouco tempo as noticias eram só de guerras. Pois agora perdemos a conta às noticias de corrupção, roubos, ilegalidades e falta de actuação da justiça.

Mas o pior é que isto é tão comum em Portugal como no resto do mundo.

Tornámo-nos numa Sodoma e Gomorra... quando virá o Dilúvio?


sábado, 14 de fevereiro de 2009

Hoje Foi Assim

De manhã assim:
Mais tarde assim:
Depois ainda:

Imaginem agora as minhas costas!

Valha-nos isto... Voltei a casa com o sabor gostoso de um dia de sol bem aproveitado.

Um bom dia de S. Valentim!

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Memórias


A propósito de um convite que aqui me foi deixado e eu aceitei, para ouvir Concerto para violino em mi menor, opus 64 do compositor Mendelssohn, que completou 200 anos no passado dia 3, lembrei-me do meu avô.
O meu avô materno foi, mais ou menos, o único avô que eu tive. Ele era o patriarca da família. Nasceu em 1910, era da República, como costumava dizer e … foi professor.
O meu avô António tinha 11 netos e havia sempre alguns a morar lá em casa. Levava-nos todos os dias a passear a algum lado quando a gasolina era a 4 escudos e, a meio da viagem parávamos para lanchar, sempre em confeitarias de nome, onde nos traziam um pratinho cheio de pastéis deliciosos. Só comíamos os que queríamos, os outros iam para trás.
Na sua sala de aula tinha 80 alunos que ensinava de manhã à noite, sábados incluídos; na sua escola havia cantina onde meninos pobres podiam comer sopa todos os dias; havia biblioteca com livros de histórias que eu folheei e me ensinaram a ler sozinha… percorreu a cavalo as escolas da serra para fazer os exames da 4º classe dos seus colegas mais distantes; e ganhava 300 escudos.
O meu avô tinha um moinho de água onde punha baterias a carregar para poder ouvir a BBC na telefonia, às escondidas ou tinha problemas; sabia tudo sobre como fazer vinhos verdes; comprou a primeira televisão dos arredores logo que elas apareceram e colocou-a na garagem onde todos podiam ir assistir e dar um tostão até ela estar paga; tinha sempre um carro novo e bonito que desmontava para ver como era feito; fazia milhares de fotografias e slides que revelava numa máquina inventada por ele; lia dicionários e chamava-nos incultos porque não sabíamos a derivações das palavras; tinha sempre histórias para nos contar.
E tocava viola e violino.
Eu sei que íamos à escola, mas não sei quando, porque do que eu me lembro é só do tempo em que estávamos com ele. Era como se fosse sempre tempo de férias.
O meu avô não chegou a saber o que é a ASAE; o meu avô não acreditaria se lhe dissessem que ia pagar a gasolina a 250 escudos; nunca acharia possível que um aluno ousasse desrespeitar o professor, quanto mais que lhe batesse.
O meu avô nunca precisou de ser avaliado.
Ensinou-me tantas coisas que resumo numa só: tudo o que sei sobre respeito, dignidade e lealdade.
Só há duas coisas de que o culpo: não me obrigou a aprender a tocar violino, e manipulou-me para também eu ser professora….

PS: Mas isto já foi no século passado, não há mais avôs assim.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Convite...?...!

Não obrigada, não posso!


Sou professora e ainda por cima, estou a dar aulas...

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Já Censuram os Gatos???

Quem inventou a censura ainda não sabia que iam inventar a Internet!

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Os Ratos


"Os ratos são bichinhos sujos e nojentos …", narrava mais ou menos assim um texto do meu livro da primária. E eu nunca me esqueci.
Ficou-me talvez na memória, porque não gosto especialmente de ratos.
São cinzentos, pardos, sem cor definida. São esquivos, fugidios e desconfiados. São medrosos e andam em ninhadas.
São pouco dados a amizades, nem os hamsters me convencem.
Por vezes mascaram-se de “ratinhos”. São de peluche, são de banda desenhada, tentam assim melhorar a sua imagem.
Mas os ratos são sempre falsos e enganadores. Roem pela calada tudo aquilo que tem valor. Roem a corda.
Há ainda as ratazanas que são também desengraçadas, de focinho pontiagudo, metem o nariz onde não são chamadas e são feias e gordas.
Apesar de tudo, os ratos não me metem nojo.
Nojo mesmo tenho dos sapos, coitados.
E talvez por isso não gosto, nem quero, “engolir sapos vivos”.
Quem me conhece, sabe.

domingo, 8 de fevereiro de 2009


Depois de mais um reunião da CE, alguns Ministros resolvem passar pelo Louvre para "aliviar" o stress e param meditativos perante um excelente quadro de Adão e Eva no Paraíso.
Desabafa Angela Merkel:

- Olhem que perfeição de corpos: ela esbelta e esguia, ele com este corpo atlético, os músculos perfilados... São necessariamente estereotipos alemães.
Imediatamente Sarkosy reagiu:

- Não acredito. É evidente o erotismo que se depreende de ambas as figuras... ela tão feminina... ele tão masculino... sabem que em breve chegará a tentação... Só poderiam ser franceses.
Movendo negativamente a cabeça, o Gordon Brown arrisca:

- Of course not! Notem... a serenidade dos seus rostos, a delicadeza da pose, a sobriedade do gesto... Só podem ser Ingleses.
Depois de alguns segundos mais de contemplação, Sócrates exclama:

- NÃO CONCORDO. Reparem bem: não têm roupa, não têm sapatos, não têm casa, só têm uma maçã para comer... não protestam e ainda pensam que estão no Paraíso... Não tenham a menor dúvida, são portugueses!

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Jardinei

Ai que saudades do Sol..
Ai que saudades do meu espaço de Liberdade...
Ai que bem que me fez andar de gatas no jardim, remexer na terra húmida, podar ranquinhos das roseiras, plantar novos canteiros, transplantar bolbos, cortar a sebe que cresceu, limpar tudo no fim...





E depois ficou assim, como se vê.
Para a semana há mais. Se o sol deixar.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Entrega dos OI


Saí agora da reunião...
Blá, blá, blá... muito medo, muita indecisão, muito pensar nos dinheiritos que se perdem se não progredir...
E os dois anos em que trabalhamos, efectivamente, e fomos penalizados, digo castigados, com a não contagem do tempo de serviço?
Ninguém se revolta contra isso?
E os colegas, aos milhares que continuam a sua (nossa) luta e não entregaram os OI? Não temos de estar com eles? De que tiveram eles medo?
E as coisas que ,ontem à noite ,disseram outra vez à boca cheia, ...os professores estão a ceder na avaliação..." Não temos de continuar a combater?
E os Srs. CONFAP, que estão a negociar as 12 horas de permanência dos meninos nas escolas do 1º Ciclo? Não vai sobrar outra vez para nós?
E os professores do Chile que já ganharam a luta, não serão um exemplo para nós?
E saber que, se assim continuarmos calados, a liberdade se amordaçará?
No final saímos da reunião, com os braços levantados, com as vozes dizendo;
"Eu não entrego"!
"Eu não entrego"!
"Eu não entrego"!
"Eu não entrego"!

O que vier, se verá.
Presente que ofereço a estes "blogueiros" porque são vozes de cultura, criatividade, humor , sensibilidade e LIBERDADE:


"Com o Prémio Dardos se reconhecem os valores que cada blogueiro emprega ao transmitir valores culturais, étnicos, literários, pessoais, etc. Que em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras. Esses selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros, uma forma de demonstrar carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web."
As regras, ao receber este prémio é exibir o selo, escolher 10 blogger´s, colocar link da pessoa que nos atribuiu o selo e avisar as pessoas, a quem nós atribuímos o prémio.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

...? Pois.

_ Professora, tu estás mal!
_ Pois...
_ Tens os olhos mesmo mal...
_ Pois...
_ Devias ter ficado a dormir!
_ Pois... e quem tomava conta de vós?
_ Nós íamos para tua casa e tu ensinavas-nos da cama e nós ficávamos na sala.
_ Pois... Só me faltava essa...
_ Mas era fixe!
_...?!

(O bicho apanhou-me a mim!)

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Será Que Matei o Bicho?

Isto está complicado com e-mails a propagarem uma espécie de virose que já se propagou a todos os computadores conhecidos e que não deixa de aportar ás caixas de correio.
Vai daí, os meus blogs começaram com a letra a desaparecer, desaparecer,... e os meus mocinhos hoje já se fartaram de reclamar.
Será que já descobri o antídoto ou amanhã estamos na mesma?
Não há pachorra... andam mesmo as marés a lutarem contra os marinheiros.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Mas o que é que aconteceu?

O meu blog está a ficar com uma letra minúscula, quase já nem consigo lê-la! Como é possível?
Será que vai desaparecer? Será uma virose?
O que mais irá acontecer???