quinta-feira, 1 de abril de 2010

Quinta-feira à Tarde

Cheguei agora a casa.
De manhã estive numa apresentação de livros, que a bem da verdade, não me elevou por aí além, o meu patamar cultural. Depois, qual verdadeira workoolick fui acabar uma pontinhas de trabalho lá no staminé-escola.
De manhã revi três ou quatro colegas de curso, porque a maioria avassaladora é "Gente Jovem" que não conheço de lado nenhum.
Conclusão que tiramos (eu e a minha amiga F):
As nossas colegas de curso ou já morreram todas, ou ficaram ricas e já não precisam de trabalhar ou então ficaram tão feias que já ninguém as conhece!
Há sempre a última hipótese que é a terem ficado em casa a lavar as escadas com lixívia porque vem aí a Páscoa!
Entretanto vou um bocadito para o sofá, continuar a ver se ganho o "bício"do facebook e da tal quinta que está a tornar a maioria dos professores nuns verdadeiros agricultores e proprietários do ramo agrícola!
A verdade é que, da maneira que isto ficou, a agricultura pode ser uma porta de saída para quem quiser deixar a educação! Mas cheira-me que só sentados no sofá não vamos a lado nenhum.

2 comentários:

Saltapocinhas disse...

também me cheira que essa agricultura não será de grande valia em caso de fome...
cá por mim, tenho uma horta verdadeira.
por enquanto só dá relva, mas se necessário for poderá ser revertida!

NATÁLIA TOMÁS DE MEDEIROS DE ALMEIDA disse...

Olá!
Já que estamos no domínio das «culturas», que tal se fizermos propaganda das ditas, globalmente? Ou seja, tanto a cultura erudita como a popular como a agro? É do que o nosso «Portugal à beira mar plantado» está a precisar!