sábado, 15 de agosto de 2009

Dia 1



Nós e os nossos amigos Q já fazemos férias juntos há longos anos. Era o tempo em que tínhamos as nossa crianças em crescimento e em que todos os dias nos arrastávamos para a praia, carregados de cremos e protectores, baldinhos e pás, lanches e lancheiras, guarda-sóis e toalhas e por vezes pouca paciência.

Este ano voltamos a fazer férias juntos. Agora somente quatro, já que as filhas umas não podem porque já têm os seus afazeres, outras não querem porque têm os seus amigos e … é uma seca …

Vai daí, jovens quarentões, bem estimados, aproveitamos para agora fazer o que antes não podíamos, por causa dos adesivos que tínhamos connosco: atravessamos dunas e dunas, andamos quilómetros a pé até encontrar praias não vigiadas e solitárias, andamos despidos de tralha, comemos só quando nos apeteceu, não trazemos relógio, não temos obrigações.

Hoje, no dia um, visitámos o Porto Palafítico da Carrasqueira, fotografámos típicas cabanas de colmo, percorremos dunas e por fim aproveitamos os mergulhos nas águas quentes deste mar sem fim, deliciados com estes pequenos nadas.

À noite, o descanso merecido, com a primeira refeição a sério do dia, bem regados com Herdade da Comporta.

Um único senão: As janelas da cabana são do tamanho de dois palmos, mas ainda assim suficientes para que os mosquitos consigam entrar.

Ah, é preciso referir que recebemos telefonemas das filhas a controlar-nos e a dizer "Vocês não andem por praias isoladas!"

2 comentários:

Saltapocinhas disse...

Também já vivo essa "liberdade" nas férias e... sabe tão bem, não sabe?

Em relação às camarinhas, come sem medo: são boas, mas não dá para saborear se conmeres apenas uma ou duas!! tem de ser às mão-cheias!

Boas férias!!

Anabela Magalhães disse...

Mas que maravilha de cabana! Também quero uma!!!!