domingo, 15 de março de 2009

Mais Uma da MLR

"A nossa ministra da Educação revelou ter uma enorme sensibilidade para crianças do pré -escolar.
Quando a vi, numa reportagem da SIC, em visita a um jardim de infância...questionei-me pois a Nossa Ministra pediu a uma menina do pré-escolar que escrevesse o nome da sua gata e como a menina disse que não sabia escrever, pediu-lhe que dissesse as letras que compunham o nome da gata ... Só visto"


Recebi por mail...confirma os nossos piores receios!

30 comentários:

EMD disse...

Ela faz lá ideia de quando se ensina o queê?
Como mãe também não deve ter muita experiência poi, segundo consta a filha dela é filha do pai...

bugsnaEDucação disse...

Não aderi ao Mgalhanês! A ligação cérebro dedos é que anda a falhar... e muito!

Anónimo disse...

Que absurdo! A criança está no Pré-escolar, não no 1º ciclo! Ainda gostava de saber se a srª do blogue já sabia escrever com 4/5 anos! Que idiotice perfeita!

Anónimo disse...

dah...
esta mulher para ministra da educação ta um bocadito mal informada dos conteudos de um pré escolar!!! Ou entao pensou que estava numa sala de 2º ano do 1º ciclo. Coitada é muito trabalho muito stress!!!!! Tadita

Anónimo disse...

Ao anónimo que escreveu no dia 16...

A senhora do blog está-se a insurgir contra a atitude da ministra e não a criticar a criança por esta ainda não saber escrever. Acho que percebeu o artigo ao contrário! :)

montalegre disse...

Ao anónimo que escreveu no dia 23 sobre o anónimo que escreveu no dia 16, devo dizer que também não percebo o que ele não percebeu. Será que é professor ou Ministra?
Eu também me insurjo contra a senhora Ministra. Mas dela espera-se tudo. Agora deste bloguista...

João Nogueira

pdelpino disse...

Por vezes o odio deixa-nos cegos.
Não da qualidade profissional (se é educador ou professor, ou nem por isso...) do autor deste Blog, nem de quem o comenta, mas digo-vos: 1. è possiel, e FUNDAMENTAL, falar sobre letras e escrita no pré-escolar (Qualquer educador de infância que saiba o que é "Literacia Emergente" sabe que isso é verdade); 2. Há uma diferença GRANDE entre o que as crianças podem saber e que julgamos que sabem porque a escola lhes ensinou.
A Srª Ministra só está a demonstrar que conhece o teor das ultimas publicações do Ministério da Educação para o Pré-escolar e luta contra o atraso de 20 anos que a nossa "ciência" da aprendizagem da leitura e escrita apresentam.
Um conselho: não é por aqui. Os erros deste ministério estão em muitos outros lados, não aqui!

Bea disse...

Bem...este post tem diálogo...tou a gostar continuem...
Ass: a autora ;)

isabel disse...

E quem é que luta contra o atraso de vida que é este Ministério?

Anónimo disse...

E quem é que luta contra o atraso de vida que é este Ministério?

mariazeca disse...

pdelpino, interessante ver como pessoas evoluiram, 25 aqnos depois.
Ou seja, conhecendo bem as brochuras e respectivo conteúdo, conhecendo mui razoavelmente o que MLR (não) sabe sobre educação, partes do princípio que a srª vai ao ponto de, não sabendo a criança escrever "Paulo", lhe solicitar que esvreva as letras do dito, e assumes que o faça por saber a importância do contacto com as letritas para a aprendizagem da leitura/escrita)?
Bonito, pdelpino. Evoluímos bem, não?

Anónimo disse...

Penso que o problema está a ser mal equacionado. As preocupações não são as qualidades pedagógicas da senhora nem o facto da menina não saber escrever. O que me questiono é: "Saberá a senhora cumprir a tarefa que se propõe realizar perante a menina, não deixando desconte nem a criança nem o gato?"

Quem não tem jeito para umas coisas ... sabe-se lá se tem para outras...

Anónimo disse...

Este Pdelpino, está fazer figura de tanso
Coitado, a cegueira cega

jo zepin disse...

a mim, pareceu-me que a sra ministra não sabia escrever o nome da gata (ou era gato?).

aprecio o comentário que fala em "Literacia Emergente". Foi pena que este ministério que pretendeu mudar tudo "à pedrada" só agora se tenha dado conta da importância deste nível de ensino!

Ainda não há pré-escolar para todos, pois não?

NP disse...

As crianças mal têm consciência fonológica... quanto mais consciência fonémica!

É ridículo!

A missão do ensino pré-escolar não é ensinar "letras e números"!

Soletrar?! O nome... do gato? Sim, senhora Ministra: continue! Precisamos de boa disposição!

Anónimo disse...

ESta mulher não regula bem - eu sempre o disse!

margarida s. franco disse...

Parece uma professora que foi "primária" em todo o sentido. Se não sabe o que faz, pois provou-o com esta criança, demita-se das suas funções.
O contacto com letras e números é essencial no JI, mas não para as crianças de 3 anos.
Mas ela sabe tanto!
Devia ler as orientações curriculares para a educação pré-escolar, já que não faz nada desde o natal.

Anónimo disse...

Interessante toda esta evolução dos últimos tempos... Deve ser com esta "Literacia Emergente" dada no pré escolar que muitos alunos chegam hoje em dia ao nono ano de escolaridade e não sabem nem ler nem escrever certas palavras e já assisti inclusive a alunos a não saberem multiplicar um número qualquer por zero... a educação que estamos a assistir é saída à pressão... mas se há quem afirme que estamos a evoluir... devemos estar a caminhar a passos largos para a evolução da desgraça.

Anónimo disse...

Fala-se em novas oportunidades , e aí está já surgem tb no pré escolar , a criança n sabe lêr não faz mal saberá soletrar porque neste país a bem ou a mal vão ser tds doutores e a partir do pré escolar vamos ser o primeiro pais no mundo inteiro a ter a melhor média de sobredotados , onde os miudos com 1 ano ensinam ministros ......Impressionante a minha alma está parva com tamanha palermice desta senhora , com politicos destes mais valia n ter havido realmente 25 de abril !!!! Ou secalhar fazia falta era já outro em quem desta vez fizesse a devida limpeza necessária politica e cultural !!!! Era de matar estes parasitas estatais ou no minimo exila´-los !!!!

joao disse...

será que esta senhora foi alguma vez avaliada????????????
é esta pedagaga ministra de educação...coitadinhos dos netinhos se ela os tiver....
Joao Almeida

nOgS disse...

Isto é mesmo completamente vergonhoso.

Ai, a senhor MLR, a senhora...

Anónimo disse...

Não vi nem ouvi nada de mal.
A sra Ministra pensou que a criança já tivesse umas luzes de letras e numeros.
Eu conheço crianças que antes de entrarem para a escola já sabem muitas letras, numeros e palavras.

Anónimo disse...

Realmente há alguns que comentam por aqui que deveriam estar era caladinhos. Devem ser boys contratados pra defenderem mais uma burrice indefensável desta marmanja. De ministra só tem o nome e nunca da educação pois já demonstrou várias vezes que não a ter, e como se pode ver pelo exemplo, não a sabe dar. Por este andar qualquer dia já nem são necessárias as novas oportunidades, vamos ter um país de sobredotados que aos 3 anos já conhecem as letras. Enfim...

RitaRovisco disse...

Façam as contas: se não sabe ESCREVER não sabe SOLETRAR. For god sake! Ser Ministra da Educação e não perceber isto num contacto imediato com uma criança!!! não ser instintivo! isto é que é grave seja para ela ou para qualquer adulto! (mas para ela piora um pouco)

GeoDiver disse...

A (S)inistra só estava a tentar colocar em prática os métodos....no fundo, ela deveria estar a fazer uma avaliação diagnóstica! Seguidamente, iria proceder a uma análise cuidada da mesma, reformular objectivos e estratégias, e aplicaria um plano de recuperação para a aluna, para que na próxima visita, pudesse demonstrar aos média (e a nós todos) que os métodos funcionam. Se não funcionassem, iria chamar o felino para averiguar o seu BI e confirmar efectivamente o nome dele, e ensinar-lhe-ia a dizer o seu nome em vez de miar, pois isso só facilitaria o processo de ensino/aprendizagem da aluna....mas como a mulher (não lhe chamo senhora, pois considero que "senhora" é algo com muito mais nível....) não se manca, irá decerto encarregar os docentes dos estabelecimento de ensino pré-escolar, que em futuras visitas, coloquem um aviso em letras garrafais à entrada, para lhe lembrar que crianças de 3 anos não possuem o DOMÍNIO das letras (conhecer as letras não é sinónimo de as saber aplicar).
Se ela soubesse a satisfação que é em ensinar, se tivesse alguma queda para isso, decerto nunca teria deixado de ser professora primária (ou se calhar até foi um favor que fez à nação em não o ter sido....).
Pessoalmente, o que mais me irrita nestas coisas de visitas, é ver sempre os sorrisos dos acompanhantes ..... até parece que estão mesmo contentes ou satisfeitos com o que aquela parelha tem andado a fazer....
Já estou como o outro.... pessoas sem experiência em criar/educar família e sem saberem lá muito bem o que é trabalho (que é diferente de emprego), nunca deviam estar a mandar noutros (muito menos em lançar umas postas de pescada nos media....)
Haja pachorra .... e tratem de dar café ao povo, p'ra ver se acorda.

Vítor Ramalho disse...

Nem boa ministra, nem boa professora.

Eduardo disse...

Acho graça os diversos comentários que aqui li. As pessoas assumem que sabem tudo e então criticam alguns que escreveram algo interessante e com sentido. pdelpino está certo, o meu filho tem 4 anos acabados de fazer e embora não consiga ainda escrever sozinho o nome todo sozinho sabe as letras que o compõem. Além disso, embora não concorde com trabalho desenvolvido na educação, acho que a atitude da ministra foi a correcta pois perguntou à menina o que ela sabia e depois vendo que não sabia escrever nem dizer as letras prontificou-se a ensinar. Julgo que é um comportamento humano, tão normal como qualquer outro. Eu, provavelmente, teria agido da mesma forma. Quem assume que as crianças com 3 e 4 anos não conhecem as letras nem os números são mais ignorantes que as crianças.

GeoDiver disse...

Caro Eduardo.
O facto de conhecer as letras, não é sinónimo de dominá-las! Claro que há raros casos de crianças prodígios que o conseguem fazer precocemente.
Para a maioria dos casos, o facto de se conhecer as letras (por exemplo do seu nome), não é a mesma coisa de dominar as letras. Já que estamos em casos particulares, o meu filho (de 3 anos e meio) também já conhece as letras do seu nome, o que não faz dele, uma criança que saiba soletrar nem escrever. A responsável pelo ME até poderia ter dito "claro que não sabes escrever, mas irás a prender". De certeza que ela (a do ME) mesmo sentada com aquela criança durante o resto do dia, nunca iria conseguir ensinar a menina a escrever....quanto muito, a criança iria aprender a escrever o nome da gata, mas apenas isso. Também se consegue fazer uma coisa parecida com os animais: poder-se-à "ensinar" um papagaio a "falar".... mas este "falar" é apenas uma repetição mecânica de sons... o papagaio nunca irá ter consciência do que está a "falar", nem nunca irá saber construir mais nenhuma frase. Tudo tem o seu tempo! Fugindo um pouco ao tema, é quase como o uso generalizado de máquinas de calcular. As crianças sabem usá-las .... mas será que têm consciência das operações (cálculos - raciocínio abstracto) que a máquina faz (por elas)? Será que é isso que os pais querem? Que as crianças saibam pensar/efectuar cálculos, ou apenas que consigam chegar ao resultado, muitas vezes sem se aperceberem bem como?
Por mim, enquanto pai, prefiro que os meus filhos aprendam a usar muito bem aquilo que a Natureza lhes deu - o cérebro. Que depois usem a maquinaria para poupar tempo, mas nunca para os substituir.

RitaRovisco disse...

"mai nada"! Assim é que se fala Geo Diver! Como é que é possível concordar com esta situação!!!!???? Não tem desculpa! Não é pura e simplesmente falar mal da Ministra/Sinistra... É mau demais! Principalmente para ela!

Anónimo disse...

Esta gente k está a defender a ministra ainda n percebeu o fulcro da questão. É possível uma criança de 3 ou 4 anos já conhecer algumas letras e números, mas n é esta a questão meus amigos... a Ministra depois de ouvir a criança dizer que n sabe escrever o nome da gata/o vai pedir para esta o soletar!!!!! Mas anda tudo maluco ou n querem ver o óbvio! Esta amostra de Ministra só tem areia na cabeça.