quinta-feira, 4 de junho de 2009

Sabem o Oue Me Custa Mais???

Sabem o que me custa mais? Sabem?...
...é constatar que a maioria dos profissionais de educação que me rodeia, dizem coisas como estas:
"ah, nem sabia que iam de novo a Lisboa!.."

fazem coisas como estas:
- não lêem, não se actualizam, não sabem o que se está a passar na realidade, não tomam consciência de qual vai ser o futuro que nos está reservado...
- pararam na luta, porque ainda acreditam no conto do vigário(a);
- preferem estar de bem com Deus e o diabo, esquecendo-se que ninguém pode servir bem a dois senhores ao mesmo tempo;

assumem coisas como estas:
- " somos obrigados a fazer o que eles querem"
- "ah... outros vão por mim"

ai somos? e se nos mandarem atirar ao rio, também vamos?

Continuem assim, deistam da luta porque é mais fácil e esperemos pelo que aí vem!

5 comentários:

Anónimo disse...

A vida tem destas coisas estranhas: pessoas como nós, que vivem como nós, que sentem como nós, sofrem como nós, com uma língua muito maior que a nossa, a quem pesa imeeeenso a bundinha e não mexem mais do que a língua para dizer mal ( isto não é uma crítica é a realidade).
Foi por isso que o António ficou lá 40 anos!
A verdade é que,frequentemente,parece que não frequentaram nenhuma escola ou, pior, que lá nada lhes ensinaram. Dou por mim a ver que têm menos cultura que a minha mãe que não frequentou a escola e que com os 82 anitos diz que ...isto nem no tempo do tal António! É cá uma vilanagem!
E é tão simples: basta acreditar e lutar. A luta inspira-se no sonho ( o sonho comanda a vida!) e elimina o stress e limpa a alma.
O 1º passo é já no DOmingo... depois outras virão pq há sempre razões para lutar ...
Vão por mim .-)))

Nuno Medon disse...

olá! Fazem muito bem em Lutar pelos vossos direitos. Quem vai a Lisboa, são aqueles que dão o verdadeiro sentido e valor á palavra Professor, aqueles que se importam com o ensino e que são bons profissionais! beijos e um bom fim de semana!

Anabela Magalhães disse...

A estes, de que falas, chamo eu "Os Moinas!"

Anónimo disse...

A Ignorância propaga-se mais rapidamente que a Inteligência.

Voltaire preferia a monarquia à democracia: na primeira basta educar um homem, na segunda há necessidade de educar milhões - e o coveiro leva-os a todos antes que dez por cento concluam o curso.
Mesmo assim há os que concluiram o curso e nada aprenderam!

(Este comentário não é meu!gostava de o partilhar.)

NP disse...

Atenção: há quem não tenha ido a Lisboa... não por ter deixado de acreditar na luta e de lutar efectivamente... mas porque a sua vida pessoal o não permitiu! É o meu caso, ok? :)

Em democracia... os que não querem lutar também têm o direito de o (não) fazer... assim como se sujeitam a ouvir, quando se queixarem do Inferno que aí vem, frases do tipo "tivesses aberto os olhos antes"! :)