segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Spend More Time With Kids

Um destes dias, ao ler um artigo, este título chamou-me à atenção, pelo facto de referir que, passar mais tempo de qualidade com as crianças é meio caminho para os transformar em adultos confiantes.
Ora hoje, das 9 horas da manhã às 20 horas da noite o que eu “gastei” foi mais tempo com os papéis, computadores, projectores , powers points, grelhas, gráficos, documentos… numa parafernália de itens, objectivos, títulos, siglas – PCTs, RHs; AECs, DTs, PTTs, AOs, EBs, JIs, PEs, PRs, PAs…. Isto tudo numa primeira tentativa de avaliação de um PE que é o TEIP do meu AVEP. Faço-me entender?
E cada vez mais tenho saudades de “gastar mais tempo com os putos”, num processo criativo muito mais a meu preceito do que este processo burocrático em que se metamorfoseou a escola e os professores de hoje.
E de quem é a culpa? Das tecnologias por quem tanto clamámos e da nossa (dos professores, claro) imensa capacidade autodidacta que nos permitiu uma aprendizagem instantânea e o domínio imediato destas máquinas que chegaram, apenas, para nos complicar a vida!

2 comentários:

blackhill disse...

A forma sem conteúdo é sexo sem amor ....

Anónimo disse...

Pelos vistos, há seres que ADORAM esses papéis (esses bites armazenados num espaço que por vezes se auto-deleta) é cada vez mais surpreendente. A quantidade de documentos que preenchemos e a disparidade dos mesmos leva-me a concluir que esses mesmos seres também adoram cultivar a ignoRância - " vamos ocupar os profs com papéis... assim não terão tempo para educar e ensinar!"
Não acredito que os tais ditos cujos documentos sirvam para algo relevante e imprescindível para o sucesso deste país ... o dia-a-dia prova-nos isso ... estamos mesmo a crescer :-)))